Nosso Endereço

Sindicato dos Servidores Públicos da Polícia Civil do Estado do Pará

Trav.: Pirajá, nº 2008 - CEP.: 66095-632-Bairro: Marco

Entre: Almirante Barroso e João Paulo II

 

Horário: 8h às 12h das 14h às 18h - Segunda a sexta


Contatos: (91) 2121-0597 2121-0604

E-mail: hti.sindpol.pa@gmail.com

© 2016 Sindpol - Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado do Pará.

                           

Mudanças na Previdência são injustas, concordam debatedores no Senado

06/09/2019

2 de setembro de 2019  Cobrapol  

 

Os dados apresentados pelo Executivo sobre a seguridade social não são reais, na opinião do presidente da Federação Nacional dos Servidores Públicos Federais de Fiscalização, Investigação, Regulação e Controle (Fenafirc), Ogib Teixeira de Carvalho Filho. Ele foi um dos debatedores na audiência pública sobre a reforma da Previdência (PEC 6/2019) promovida pela Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado Federal.

Para Ogib, o governo e o sistema financeiro têm feito uma mobilização em massa para convencer a população de que a reforma é um “produto maravilhoso”, sem que haja déficit na Previdência. Ele teceu críticas ao relator da matéria, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), afirmando que os movimentos sociais precisam ocupar as ruas para protestar contra as mudanças.

— É um projeto de destruição social, destruição da economia. Vamos ter aumento de desemprego e queda expressiva da renda. Não estive com o relator, mas sei que é um empresário, um homem que vive do mercado, e não entende o que está fazendo.

Representante da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip), Vilson Romero discordou da justificativa do governo de que a reforma da Previdência ajudará a combater privilégios. Para ele, o novo modelo de seguridade apenas tornará os brasileiros mais miseráveis. O debatedor disse que o Senado tem sido um simples carimbador das decisões do Executivo e considerou as mudanças propostas por Tasso Jereissati “meras superficialidades”.

Ciclo de debates – A Comissão de Direitos Humanos (CDH) realiza, nesta terça-feira (3), a partir das 9h, audiência pública para debater a relação entre a Previdência Social e a situação do trabalho no país, com foco na proposta de reforma do sistema (PEC 6/2019).

Os convidados para o evento são o advogado Diego Cherulli, especialista em direito previdenciário; José Celso Cardoso Júnior, presidente da Associação dos Funcionários do Ipea (Afipea); e o economista Rodrigo Ávila, da ONG Auditoria Cidadã da Dívida. Também deverá comparecer um representante do Instituto Brasiliense de Direito Previdenciário (IBDPrev).

Relatório – O senador Paulo Paim (PT-RS) reafirmou nesta sexta-feira (30), em Plenário, que tem mantido constantes conversas com o relator da reforma (PEC 6/2019), senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), na busca de entendimentos. Na costura dos acordos, Paim calcula que foi possível que ele acatasse mais de 150 emendas ao texto.

De acordo com Paim, o relator foi sensível ao receber e avaliar coerentemente as demandas e se tem mostrado disposto, pois acolheu as muitas recomendações indicadas pelos senadores.

Fonte: Agência Senado

Please reload

Notícias em Destaque

Certidão da comissão eleitoral para diretoria executiva e conselho fiscal do Sindpol/PA para o pleito 2018 e triênio 2019/2021.

23.8.2018

1/10
Please reload

Notícias Recentes 
Please reload